Tag Archives: orla

Licitação para barracas da orla de Maragogi deve ser feita até o fim do ano
   Severino  Carvalho  │     3 de agosto de 2013   │     15:44  │  2

Segundo a SPU, barracas estão em condições irregulares e precisam de adequar (Foto: Carlos Rosa)

Segundo a SPU, 13 barracas estão em condição irregular e precisam ser demolidas (Foto: Carlos Rosa)

A Prefeitura de Maragogi deve lançar, até outubro próximo, o edital de licitação para o uso e ocupação dos espaços comerciais existentes na orla marítima da cidade. O anuncio foi feito pelo prefeito Henrique Madeira (PSD) durante reunião com os comerciantes que já atuam naquela área. Após a assinatura dos contratos de cessão, os ocupantes legalizados terão seis meses para adequar as construções ao padrão exigido pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

“Objetivo da reunião foi passar a informação de que (a licitação) se trata de um acontecimento inadiável. Eu vi isso acontecer em Maceió e noutras cidades e a gente já tinha esse pensamento de padronizar porque a orla está toda fora dos padrões. Foi um chamado do SPU para que a prefeitura tomasse as providências. O processo licitatório será feito e todos terão acesso ao edital, que está sendo elaborado”, declarou Henrique.

A arquiteta da prefeitura, Karina Sampaio Daher, informou que serão licitadas e padronizadas 13 barracas. As atuais construções terão de ser demolidas e remodeladas conforme o projeto arquitetônico sugerido pela SPU e executado pelo município. Serão criados ainda dois quiosques, que também passarão pela licitação, mas que terão um tamanho reduzido, para a venda de sucos e outras miudezas.

“Hoje, o que está aprovado pela SPU são barracas circulares com diâmetros de nove metros, que dá, mais ou menos, 67 metros quadrados. Mas ainda não foi batido o martelo. Estamos tentando aumentar um pouco a área construída. A área total ocupada será de 200 metros quadrados, onde poderão ficar distribuídas mesas, cadeiras, ou seja, as partes móveis”, detalhou a arquiteta.

Paralelamente ao processo de licitação exigido pela SPU, o prefeito deseja concluir, até dezembro, a obra de requalificação da orla, reiniciada no fim de julho. Ele anunciou que o espaço contará com moderno sistema de iluminação e que toda a avenida Senador Rui Palmeira será asfaltada. Revelou ainda que pretende desapropriar alguns imóveis para dar melhor fluidez ao trânsito.

“Será o pontapé inicial para aprontar a cidade para receber melhor o turista”, aposta o prefeito, fazendo coro ao que pensa a secretária municipal de Turismo, Mariana Gorensthein. “Vamos tornar a orla um local agradável para o turista passear, para se sentir bem e que, assim, ele possa interagir com a cidade, com a população e com o comércio local, saindo dos meios de hospedagem para movimentar a economia da cidade como um todo”, aposta Mariana.

Os comerciantes que hoje ocupam essas áreas estão preocupados com a forte concorrência que será travada com empresários de outros municípios e até de fora do País. Eles temem perder a licitação, sobretudo, para os que desejam transformar as barracas em meros pontos de apoio para turistas a caminho das piscinas naturais, também conhecida como Galés.

“A maior preocupação é com a concorrência. Em função das Galés, muita gente não está de olho nas barracas como restaurantes, mas de olho em usufruir dos passeios das piscinas naturais. A rentabilidade é muito grande e os outros empresários vão querer a todo custo conquistar esses espaços”, teme Sóstenes Calaça, dono de uma pizzaria na orla e que emprega 20 funcionários.

Tags:, ,

>Link