Tag Archives: Japaratinga

Botija é encontrada em Japaratinga
   Severino  Carvalho  │     25 de dezembro de 2013   │     12:28  │  2

Moedas são patacões com alusão a D. João VI (Fotos Carlos Rosa)

Moedas são patacões com alusão a D. João VI (Fotos Carlos Rosa)

Além de belezas naturais sem igual, a Costa dos Corais alagoana guarda uma rica história que, vez por outra, aflora da terra. Em dez anos trabalhando na Sucursal da Gazeta de Alagoas em Maragogi – completados no próximo dia 28 de dezembro – tive a oportunidade de cobrir o achado de três botijas: tesouros antigos guardados geralmente em potes de cerâmica, numa época em que não existia banco.

Dois desses tesouros foram achados em Maragogi, em 2004, e um outro em Porto de Pedras, em 2006. Mais um capítulo dessa história foi revelado esta semana, quando moradores de Japaratinga encontraram diversas moedas antigas espalhadas no Alto da Torre. Confira reportagem da Gazeta de Alagoas, produzida por este blogueiro.

Moradores do Alto da Torre, em Japaratinga, a 120 km de Maceió, no Litoral Norte do Estado, encontraram dezenas de moedas antigas que fariam parte de uma botija. O tesouro foi encontrado acidentalmente por operários que faziam a instalação de uma rede de distribuição de água. Em sua maioria, as moedas são patacões de 960 réis com alusão a Dom João VI, os mesmos encontrados há nove anos em ruas de Maragogi, cidade vizinha.

Os moradores de Japaratinga contam que quem primeiro encontrou o tesouro, na manhã da última segunda-feira, foi uma adolescente. Como a comunidade é pobre e desprovida de rede de saneamento, a menina teria procurado um terreno baldio para se aliviar quando notou as moedas no chão. Logo a notícia se espalhou e um alvoroço tomou conta da localidade.

Com pás, enxadas e outras ferramentas, os moradores começaram a remover o terreno como formigas operárias. Segundo os relatos, uma mulher por nome de Maria teria encontrado, pelo menos, 40 moedas e deixado o município com receio de ter o tesouro confiscado pelo poder público, a exemplo do que ocorreu em Maragogi, em 2004.

Moradores escavam terreno em busca de moedas

Moradores escavam terreno em busca de moedas

Na manhã de terça-feira, ainda era grande o movimento de pessoas que escavavam as ruas de chão batido do Alto da Torre, onde a prefeitura executa uma obra de abastecimento de água. Acredita-se que o operador da máquina retroescavadeira extraiu a botija e, sem perceber, espalhou as moedas com a pá carregadeira por diversos pontos do terreno.“O Natal de todo mundo vai ter peru na mesa, graças a Deus!”, comemorava o servente de pedreiro José Arnaldo da Silva, 33 anos. Ele e um amigo encontraram duas moedas e já tinham compradores certos. “Um turista ofereceu R$ 400, mas tem outro cara de fora que botou R$ 600. Quem pagar mais, leva”, enfatizou o operário, exibindo com orgulho e alegria o patacão.

As moedas encontradas em Japaratinga, em sua maioria, datam de 1810 e 1816. Os patacões são da época do Brasil – reino e fazem alusão a D. João VI, que para aqui fugiu junto com toda a sua Corte, acossado pelas tropas de Napoleão Bonaparte, após a tomada de Portugal. A Gazeta tentou manter contato com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), mas foi informada, por telefone, que os funcionários estavam em recesso natalino.

Tags:,

>Link  

Japaratinga ganha piscina natural autorizada pelo ICMbio
   Severino  Carvalho  │     3 de dezembro de 2013   │     12:09  │  3

Piscina natural de Japaratinga fica a poucos metros da costa (Fotos: divulgação)

Piscina natural de Japaratinga fica a poucos metros da costa (Fotos: divulgação)

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) inicia, este mês, o estudo de capacidade de carga para definir uma área voltada à visitação turística nos recifes costeiros de Japaratinga, no Litoral Norte de Alagoas.

Popularmente conhecidas como piscinas naturais, esses ecossistemas já são explorados comercialmente em Maragogi e Paripueira, mas de forma regrada pelo ICMbio, uma vez que integram a maior unidade de conservação marinha do Brasil, a Apa Costa dos Corais.

Segundo o chefe da Apa Costa dos Corais, Paulo Roberto Corrêa, a ideia é que a piscina natural de Japaratinga passe a operar legalmente entre janeiro e fevereiro de 2014 por pessoas físicas ou jurídicas autorizadas pelo ICMbio e prefeitura municipal.

No passado, a área já fora explorada comercialmente de forma clandestina. O estudo de capacidade a que se refere o ICMbio define o número máximo permitido de visitantes diários nas piscinas naturais autorizadas pelo órgão federal ao longo da Unidade de Conservação. O objetivo é evitar o excesso de banhistas e consequentes danos ambientais, a exemplo do pisoteio de corais, estruturas vivas e frágeis.

O chefe da Apa lembrou que para criar o espaço de visitação, o município costeiro precisa atender algumas exigências, a exemplo da criação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema) e da definição de zonas de preservação da vida marinha, que são áreas onde só é permitida a pesquisa científica. Segundo a Associação dos Empreendedores do Turismo de Japaratinga (Aejatur), o Comdema foi criado e já está operando há três meses.

“As zonas de preservação são áreas de proteção integral, onde não se pode mexer, onde não será permitida nenhuma atividade, além de pesquisas cientificas autorizadas pelo ICMBio. Temos experiências como em Tamandaré (PE), onde existe uma área fechada há 13 anos e que repovoa os ecossistemas adjacentes, exportando larvas, peixes e corais para outros ambientes, contribuindo para a diversidade da vida marinha”, explicou Corrêa.

Estudo de capacidade vai definir número máximo de visitantes na piscina natural de Japaratinga

Estudo de capacidade vai definir número máximo de visitantes na piscina natural de Japaratinga

A criação da piscina natural de Japaratinga foi anunciada durante o 1º Seminário de Turismo Sustentável da Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais, realizado em Maragogi. Corrêa revelou, entretanto, que o ICMbio vem recebendo diversas denúncias acerca de passeios comerciais irregulares realizados por operadores não credenciados e em piscinas naturais não autorizadas pelo órgão de controle.

“Temos relatos de passeios irregulares em Ponta de Mangue e Barretinha (áreas de Maragogi), portanto estão passíveis à multa e à apreensão das embarcações. Vamos montar operações de fiscalização e agir. O turista que contratar um serviço clandestino pode ter o passeio encerrado antes do fim”, alertou o chefe da Apa Costa dos Corais.

Ele lembrou, ainda, que ao longo de toda a Unidade de Conservação estão autorizadas, por enquanto, passeios comerciais às piscinas naturais de Maragogi (Galé, Taoca e Barra Grande), Paripueira e São José da Coroa Grande (PE). Só em Maragogi, a estimativa é de que 200 mil turistas visitem as piscinas naturais por ano.

Fonte: Sucursal Maragogi, Gazeta de Alagoas

Tags:,

>Link  

Feriadão com sabor de lagosta
   Severino  Carvalho  │     14 de novembro de 2013   │     12:04  │  0

A lagosta Camurim Grande (Divulgação)

A lagosta Camurim Grande (Divulgação)

Um feriadão com sabor de lagosta. Assim será o fim de semana em Maragogi e Japaratinga que realizam a 4a edição do Festival Gastronômico deste crustáceo.

O evento superou as expectativas dos organizadores e tem atraído um bom público à Arena Gastronômica, instalada pela Secretaria Municipal de Turismo na Praça João e Nanu, orla de Maragogi.

Todas as noites, um dos 14 restaurantes que participam do festival oferece o prato elaborado especialmente para o evento gastronômico e a preços promocionais. Uma boa estrutura foi montada no local, onde os visitantes podem assistir à feitura das iguarias e saboreá-las ali mesmo.

Na quarta-feira (13), foi a vez da chef Maranei Cardoso, a “Mara”, fazer o público salivar com a Lagosta Camurim Grande. Os visitantes também puderam assistir à apresentação do grupo folclórico das Cambindas de Porto de Pedras.

Cozinha da Arena Gastronômica tem atraído bom público (Fotos Carlos Rosa)

Cozinha da Arena Gastronômica (Fotos Carlos Rosa)

O Festival Gastronômico da Lagosta de Maragogi e Japaratinga é uma realização das prefeituras municipais e do Costa dos Corais Convention & Visitors Bureau (CCVB). O evento segue até o dia 17 nos 14 restaurantes conveniados.

Turistas saboreiam a Lagosta Camurim Grande, na Arena Gastronômica

Turistas saboreiam a Lagosta Camurim Grande, na Arena Gastronômica

Confira a programação: 

QUINTA – 14/11

  •  15:00 – COZINHA DA ARENA GASTRONÔMICA COM AULA SHOW DO CHEF  AMARO JOSÉ DO RESORT SALINAS DO MARAGOGI
  • 18:00 – MOSTRA DE FILME
  • 19:00 –APRESENTAÇÃO CULTURAL –  SAMBA DE MATUTO DE MARAGOGI
  • 20:00 – SHOW AFRO BRASIL COM O GRUPO DE DANÇA DO SALINAS DO MARAGOGI
  • 20:00 – COZINHA DA ARENA GASTRONÔMICA COM A POUSADA COSTEIRA DA BARRA – VENDA DO PRATO PENNE COM LAGOSTA À LA COSTEIRA DA BARRA
Apresentação Cultural das Cambindas de Porto de Pedras

Apresentação Cultural das Cambindas de Porto de Pedras

SEXTA – 15/11

  • 18:00 – MOSTRA DE FILME
  • 19:00 – APRESENTAÇÃO DE TEATRO – GRUPO DE TEATRO AYRES
  • 20:00 –ATRAÇÃO MUSICAL – MPB COM WILMA ARAÚJO
  • 20:00 – COZINHA DA ARENA GASTRONÔMICA COM A POUSADA COSTEIRA DA BARRA – VENDA DO PRATO PENNE COM LAGOSTA À LA COSTEIRA DA BARRA

 

SÁBADO – 16/11

  • 18:00 – MOSTRA DE FILME – RELEITURA DO FILME ABRIL DESPEDAÇADO
  • 19:00 – GRUPO DE DANÇA PASSOS LIVRES – FREE STEP – DO IFAL MARAGOGI
  • 19:30 – ESPETÁCULO TEATRAL– “PROMETEMOS NÃO CHORAR” COM GRUPO DE TEATRO “O ARREBOL”
  • 20:00 – COZINHA DA ARENA GASTRONÔMICA COM RESTAURANTE E RECEPTIVO PONTAL DO MARAGOGI – VENDA DO PRATO LAGOSTA AO MOLHO DE CONHAQUE
A chef Mara em ação

A chef Mara em ação

Encerramento em Japaratinga (Orla Marítima)

SÁBADO -16/11

  • 18:00 – ABERTURA COM DJ
  • 19:00 – COCO DE RODA DE JAPARATINA
  • 19:30 – QUADRILHA JUNINA DE JAPARATINGA
  • 20:00 – BANDA FANFARRA DE JAPARATINGA
  • 21:00 – CARIMBÓ DE JAPARATINGA
  • 21:30 – DJ
  • 22:00 – KORELLY MELO E BANDA

Mais informações:

http://www.festivaldalagosta.com.br

Tags:, , ,

>Link  

Japaratinga em busca da bandeira azul
   Severino  Carvalho  │     3 de abril de 2013   │     15:38  │  0

Praia urbana de Japaratinga concorre à certificação (Foto Severino Carvalho)

Praia urbana de Japaratinga concorre à certificação (Foto Severino Carvalho)

De olho em ajudar cada vez mais as praias brasileiras a conquistarem o cobiçado certificado Blue Flag (bandeira azul), o Ministério do Turismo (MTur) tem desenvolvido uma série de ações voltadas para a educação ambiental e melhoria da infraestrutura nos destinos turísticos do litoral do país.

O selo, representado por uma bandeira, é concedido pela instituição Foundation for Environmental Education (FEE), formada por organizações não governamentais (ONGs) de 46 países. É a mais alta certificação para praias e marinas de todo o mundo. Com a Blue Flag, além de conquistar visibilidade internacional no setor ambiental, o destino agrega atributos que o diferenciam no mercado de viagens.

Segundo o site Embarque Nordeste, duas praias alagoanas se preparam para obter a certificação: Japaratinga, na Costa dos Corais, e Francês, no Litoral Sul alagoano.

Entre as ações do ministério voltadas para a requalificação das atrações litorâneas nacionais se destacam o Passaporte Verde, obras de despoluição das praias, de saneamento, acessibilidade, melhoria da infraestrutura das barracas de praia e sinalização. A pasta tem destinados R$ 187 milhões para essas obras.

PASSAPORTE VERDE

O Passaporte Verde é um programa de estímulo à adoção de práticas sustentáveis no turismo. Uma das ações é a distribuição de material informativo que estimula o turista a reconhecer seu papel como agente de contribuição para a conservação do meio ambiente.

O programa busca um relacionamento saudável com a natureza, com as comunidades e com a cultura dos destinos turísticos visitados. “Turismo, meio ambiente e sustentabilidade andam juntos. Precisamos estimular o consumo consciente de nossos visitantes, queremos aprofundar os nossos esforços para ampliar os ganhos para o Brasil e o mundo”, defende o ministro do Turismo, Gastão Vieira.

A bandeira azul é concedida às praias que atenderem cerca de 30 critérios, entre eles, programa de educação ambiental, qualidade da água, programa de coleta seletiva de lixo, disposição de salva vidas, infraestrutura de banheiros e telefones. Em 25 anos, o programa certificou quase 4 mil praias e marinas em 46 países.

CERTIFICAÇÃO

No Brasil, apenas duas praias possuem a certificação: a Praia do Tombo, no Guarujá, litoral sul de São Paulo; e a Prainha, localizada na zona oeste do Rio de Janeiro.

A Praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis, perdeu a qualificação em janeiro de 2011 por descumprir critérios ambientais. Jurerê foi a primeira praia da América do Sul a obter a aprovação da Blue Flag, em 2009. A Marina Costabella, em Angra dos Reis (RJ), é a única marina brasileira que conta com o título.

Este ano, praias de Alagoas (Francês e Japaratinga), do Pará; as praias de Itaúna, em Saquarema (RJ); Félix, em Ubatuba (SP); e a Marinas Nacionais, no Guarujá (SP), se preparam para obter a certificação. O resultado das avaliações deste ano será divulgado em outubro.

O júri do programa é formado por instituições brasileiras e internacionais. No Brasil, o MTur é um dos principais integrantes, que reúnem ainda Ministério do Meio Ambiente (MMA), Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (SBA).

Com informações da Ascom/MTur e Embarque Nordeste (www.embarquenordeste.com.br)

Tags:, ,

>Link  

Semana Santa lota hotéis e pousadas na Costa dos Corais
   Severino  Carvalho  │     28 de março de 2013   │     15:10  │  0

xxxx

Borba exalta as belezas naturais de Maragogi: É pra repetir (Foto: Carlos Rosa)

A Semana Santa transcorre com hotéis e pousadas lotados na Costa dos Corais alagoana. Os estabelecimentos situados em Maragogi e Japaratinga registram taxa de ocupação acima de 90%, segundo dados da Associação do Trade Turístico do Litoral Norte (Ahmaja). Turistas nacionais e internacionais optaram pelo destino que deve se manter aquecido mesmo no período de baixa estação que se aproxima.

“Como no ano passado, acredito que não teremos uma queda brusca na ocupação dos pequenos, médios e grande estabelecimentos hoteleiros da Costa dos Corais. Isso se deve ao destino que, para mim, já está consolidado, principalmente em decorrência das nossas maravilhas naturais”, declarou a presidente da Ahmaja, Vergínia Stodolni.

Os dois maiores resorts do Litoral Norte de Alagoas já estão lotados para o feriadão. No Salinas do Maragogi All Inclusive Resort, dotado de 236 apartamentos, os pacotes para a Semana Santa foram fechados logo na primeira quinzena de janeiro.

“Vendemos cedo este ano”, comemora o gerente-geral do Salinas, Ricardo Almeida. Cinquenta por cento do público do Salinas é regional e a outra metade, proveniente das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

O Grand Oca Maragogi Resort também festeja as vendas. Os pacotes para a Semana Santa foram fechados em fevereiro para as 229 unidades habitacionais disponíveis. “Para os meses de abril, maio e junho já estamos tendo boa procura”, revela a gerente comercial do Grand Oca, Susana Villanueva.

É no Grand Oca que estão hospedados cem turistas portugueses que chegaram a Alagoas na última segunda-feira, por meio de mais um voo fretado, no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares. O voo, da companhia aérea Hy Fly, tem operação da Alto Astral e da Solférias.

“Na semana passada, estávamos aqui com outro grupo de turistas portugueses, que ficou hospedado durante nove noites neste hotel. O que o turista português procura é fugir do frio nesta época do ano na Europa e aqui ele encontra sol, praia e mar de águas mornas”, comentou o gerente da operadora Alto Astral, Pedro Ramos.

O turista Pedro Borba faz parte do grupo que veio de Portugal passar a Semana Santa em Maragogi. Esta é a quarta vez que ele vem a Alagoas e diz que Maragogi é para repetir. “Voltei e voltarei outras vezes! A beleza natural, a água quente do mar e o cenário endênico nos atraem sempre”, declarou Borba, enquanto apreciava, no fim da tarde de ontem, a lua cheia sair e iluminar o espelho d’água na praia de Ponta de Mangue, onde está situado o Grand Oca.

Tags:, , ,

>Link