Category Archives: Artes

Museu da Praia traz retrospectiva de 17 anos de exposições em Ponta de Mangue
   Severino  Carvalho  │     6 de fevereiro de 2018   │     8:57  │  0

Exposição apresenta trabalhos exibidos em exposições ocorridas em quase duas décadas (Fotos: divulgação)

Em cartaz até o dia 10 de fevereiro, o Museu da Praia, localizado na Praia de Ponta de Mangue, município de Maragogi, Litoral Norte de Alagoas, traz para esta edição uma mostra das melhores exposições ocorridas em quase duas décadas de trabalho voltado para levar a arte aos moradores e turistas que frequentam a praia durante o verão.

 

A exposição possui cerca de 200 fotografias dos momentos marcantes de todas as temporadas. São imagens das obras e dos visitantes. A expectativa é que as pessoas consigam se enxergar durante os vários anos que compareceram para conferir as exposições.

 

Doze obras de Jonas dos Santos, artista pernambucano e um dos fundadores do Museu também fazem parte desta edição. Os desenhos foram moldados a partir da técnica do braille (escrita e leitura baseado em símbolos em relevo). As obras são inspiradas na natureza e nas pessoas da região.

 

O Museu conta também com a exposição permanente do fotógrafo americano Link Harper, com imagens de históricas de Ponta de Mangue desde a década de 70. Ainda é permitido aos visitantes circular pelos jardins e apreciar o conjunto de plantas tropicais do Museu.

 

Marcia Brasil participa pela segunda vez de exposição no Museu da Praia

Pela segunda vez, a artista plástica Marcia Brasil expõe no Museu da Praia. Ela se utiliza das técnicas da pintura e da colagem para compor suas telas. Pernambucana de Barreiros, Marcia tem raízes em Ponta de Mangue. Foi lá que seus pais, avós e bisavós nasceram.

De acordo com Jonas dos Santos, a proposta da retrospectiva é comemorar todas as exposições realizadas e homenagear os artistas que colaboraram para garantir o sucesso de cada uma das temporadas exibidas. A edição é uma homenagem a sua própria essência agregadora.

 

Museu da Praia fica localizado em Ponta de Mangue, Maragogi

“Comemoramos neste momento cada um dos 17 verões de apresentações, oficinas, exposições e interações diretas entre a comunidade e os artistas, vindos de várias partes do mundo. Todos os artistas que por aqui passaram disponibilizaram de forma abnegada parte significativa de seu tempo e uma parcela generosa de grandes projetos ao Museu da Praia, num propósito de valorizar a região e preservar a memória e a história dos moradores de Ponta de Mangue e do município de Maragogi”, explica Jonas.

 

  • Serviço

Museu da Praia: exposição vai até o dia 10 de fevereiro

Museu da Praia

Ponta de Mangue, Litoral Norte –  AL-101, 23, Maragogi – AL, CEP: 57955-000

Exposições: 13/01 a 10/02/2018

Horários: sábados e domingos, das 10 às 15h

Informações: 82 – 3296-9218 www.thebeachmuseum.com


Com assessoria

 

Tags:

>Link  

Museu da Praia reabre para o verão com exposição de Marcia Brasil
   Severino  Carvalho  │     14 de janeiro de 2017   │     6:00  │  0

Marcia Brasil é a primeira artista com raízes em Ponta de Mangue a expor no Museu da Praia (Fotos: Severino Carvalho)

Marcia Brasil é a primeira artista com raízes em Ponta de Mangue a expor no Museu da Praia (Fotos: Severino Carvalho)

Fundado em 1974, o Museu da Praia reabre para o verão, neste sábado (14), a partir das 16 horas, com a exposição da artista plástica Marcia Brasil, em Ponta de Mangue, Maragogi, no Litoral Norte de Alagoas. É a primeira vez que uma artista com raízes arraigadas no povoado, que surgiu como uma vila de pescadores, se utiliza do espaço para expor suas obras.

“Sou pernambucana, mas nasci em Barreiros por um acidente”, brinca Marcia Brasil. “Meus pais, avós e bisavós são todos de Ponta de Mangue, então tenho uma raiz forte aqui”, complementou a artista, transpirando satisfação.

Na exposição, Marcia Brasil apresenta 21 telas em que se utiliza das técnicas da pintura e da colagem. “A proposta foi desenvolver e apresentar um trabalho surrealista, uma abordagem pós-moderna”, detalha.

Marcia Brasil trabalha com artes plásticas desde 1998, desafiada por um amigo, que também é artista plástico. De lá pra cá, não parou mais: fez curso de extensão na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), socializou seus conhecimentos em trabalhos voluntários voltados a organizações não governamentais (ONGs) e participou de diversas exposições.

Agora, Marcia Brasil volta ao berço de sua família, a praia de Ponta de Mangue. “Ficamos bastante interessados pelo trabalho da artista, sobretudo por suas raízes serem daqui. É a primeira vez, em 17 anos de exposições, que temos uma artista da terra expondo suas obras aqui”, destacou Jonas Santos, 68 anos, proprietário do Museu da Praia.

Além das telas de Marcia Brasil, o visitante pode conferir a exposição permanente do fotógrafo americano Link Harper, que retratou Ponta de Mangue quando ainda era uma tranquila vila de pescadores, na década de 1970.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Incrustado no coração de Ponta de Mangue, o Museu da Praia reabre neste verão radiante como o sol que ilumina aquele pedaço de paraíso, um dos recantos mais belos do litoral alagoano.

A singela moradia, transformada em casa de exposições, é uma ótima opção para os turistas e veranistas que durante o verão lotam a Praia de Ponta de Mangue. Nos meses de janeiro e fevereiro, eles também podem se deleitar com o banho sempre agradável de cultura.

Serviço:

O quê: Exposição Pinturas e Colagens, de Marcia Brasil
Quando: 14 de janeiro a 25 de fevereiro de 2017
Onde: Museu da Praia, Ponta de Mangue, Maragogi
Entrada: Gratuita
Informações: www.thebeachmuseum.com

Contato: (82) 3296-9218

Tags:

>Link  

Documentário A Lei da Água será exibido em São Miguel dos Milagres
   Severino  Carvalho  │     17 de agosto de 2016   │     16:12  │  0

Divulgação

Divulgação

A Fundação SOS Mata Atlântica apresenta, nesta quinta-feira (18), das 18h às 20 horas, na Praça Nossa Senhora Mãe do Povo, em São Miguel dos Milagres, o documentário “A Lei da Água”, o novo código florestal.

A exibição acontece no coreto conhecido popularmente como “Redondo”, onde também será promovido um debate com especialistas e o público presente ao evento. A entrada é gratuita.

“O intuito é trazer mais gente para as causas ambientais e alertar a população da atual situação da água no Brasil”, explicou o professor Rodrigo Marques.

Ele afirma que a exibição do documentário também tem como objetivo incentivar os grupos que fazem parte do projeto “Observando os Rios”, uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica.

A LEI DA ÁGUA é um documentário brasileiro que explica a relação entre o novo Código Florestal e a crise hídrica brasileira.

Veja o trailer: http://bit.ly/aleidaaguatrailer

O filme mostra a importância das florestas para a conservação dos recursos hídricos no Brasil, e problematiza o impacto do novo Código Florestal, aprovado pelo no Congresso em 2012, nesse ecossistema e na vida dos brasileiros.

A realização do cine-debate em São Miguel dos Milagres é da Fundação SOS Mata Atlântica e conta com o apoio da Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais (APACC/ICMBio), do Instituto Bioma Brasil e da Associação Milagrense de Turismo Sustentável (Amitus).

>Link  

Grupo Aluga-se promove oficinas e exposição em São Miguel dos Milagres
   Severino  Carvalho  │     22 de abril de 2015   │     17:50  │  0

Oficinas são realizadas com crianças no Instituto Yandê (Fotos: divulgação)

Oficinas são realizadas com crianças no Instituto Yandê                                  (Fotos: divulgação)

Até o dia 4 de maio, acontece em São Miguel dos Milagres, Litoral Norte de Alagoas, a exposição “Pelas Terras da Coroa”, organizada pelo Grupo Aluga-se, de São Paulo (SP). Durante o período de residência na cidade alagoana, os artistas Evandro Prado, Giba Gomes e Yara Dewachter vão ministrar oficinas à comunidade local.

As oficinas de arte foram iniciadas na segunda-feira (20) no Instituto Yandê, em parceria com a Funarte.

Além de conhecer a cidade através da troca de vivências com os moradores, discutir com um crítico convidado sobre as experiências da residência, os artistas pretendem, com a exposição, experimentar e explorar os diálogos possíveis de montagem das obras de arte, buscando, assim, a integração com o contexto local.

Todo o trabalho efetuado na cidade de São Miguel dos Milagres será usado na edição de um catálogo que documentará a experiência e, também, as obras geradas durante a estadia do grupo Aluga-se no município. O lançamento do catálogo está programado para o mês de novembro, durante a Feira de Arte PARTE – no shopping Cidade Jardim em São Paulo.

Para os artistas Giba Gomes, Evandro Prado e Yara Dewachter, a relação de troca do que será capturado no período de residência é de suma importância para a formação da arte em si e, também, de cunho social e artístico para a cidade, que ficará na memória com o objetivo do projeto proposto.

“A intenção é, através de uma relação de troca, apresentar outras imagens em uma exposição ao final do período de residência, do que foi vivido na cidade”, pontua Yara Dewachter.

Durante o período de residência em São Miguel dos Milagres, os artistas representantes do Grupo Aluga-se irão se mobilizar para ministrar oficinas artísticas.

São elas:

Trabalhos serão reunidos em catálogo

Trabalhos serão reunidos em catálogo

  • Autorretrato com Yara Dewachter (4 aulas com carga horaria de 8h) – terá um breve histórico do gênero na história da arte, com desdobramentos na arte contemporânea com referências de artistas do ramo. O objetivo é fornecer bases teóricas e práticas para a construção do trabalho de cada um. Uma das técnicas que a artista irá usar será a fotografia e intervenção sobre impressão.
  • Gravura com Giba Gomes (4 aulas com carga horarias de 8 h) – o artista fará um breve conteúdo sobre a história da gravura seguindo para a prática; nesta oficina será apresentado noções básicas de técnicas de gravura usando materiais baratos. Eles desenvolverão um projeto onde irão preparar e imprimir uma pequena edição.
  • Desenho de ferrugem com Evandro Prado (2 aulas com carga horária de 4 horas) – aqui o artista iniciará a oficina com teoria sobre o desenho com outros materiais, citando exemplos na contemporaneidade e no passado; partindo para a prática onde o aluno fará um desenho sobre tecido com pregos molhados – o que será apreciado após cinco dias do curso.

Vale lembrar que as oficinas serão destinadas a até 50 crianças da comunidade de São Miguel dos Milagres. Já a exposição, ou ação pública, será gratuita e aberta para visitação onde serão exibidas as obras produzidas pelos artistas residentes.

Trajetória interestadual

LogA ideia de levar arte e construção artística para cidades fora do eixo Rio-SP não é nova. Os artistas já estiveram realizando residência, em 2012, na cidade de Piatã (BA) que, através do prêmio da Oitava Rede Nacional de Artes Visuais, estabeleceram de forma madura e compreensível um diálogo com os moradores, explorando seus espaços físicos.

Realizaram, ainda, outras exposições ou ações artísticas pelo interior de São Paulo, Paraíba, Paraná e Goiás, e ainda as capitais, Porto Alegre, Florianópolis, Curitiba, Rio de Janeiro, Campo Grande, Salvador e Brasília.

Com assessoria

>Link