Monthly Archives: janeiro 2018

8 estabelecimentos hoteleiros de AL no prêmio TripAdvisor 2018
   Severino  Carvalho  │     24 de janeiro de 2018   │     18:00  │  0

Salinas do Maragogi ficou em primeiríssimo lugar entre os 10 melhores resorts com tudo incluído da América do Sul (Foto: divulgação)

Oito estabelecimentos da rede hoteleira alagoana figuram em seis listas do prêmio Travellers’ Choice 2018 do TripAdvisor divulgado esta semana.

O Grupo Salinas mais uma vez se destacou. Seus dois empreendimentos hoteleiros constam em três categorias premiadas.

O Salinas do Maragogi All Inclusive Resort ficou em primeiríssimo lugar entre os 10 melhores resorts com tudo incluído da América do Sul – pelo segundo ano consecutivo -, na 16ª colocação entre os 25 melhores resorts com tudo incluso do mundo e em 9º entre os 25 melhores para famílias no âmbito nacional. Coladinho, o Salinas Maceió All Inclusive Resort se estabeleceu na 10ª posição nesta categoria.

O TripAdvisor é considerado o maior site de viagens do mundo. Nele, os internautas atribuem notas aos estabelecimentos hoteleiros visitados, que são ranqueados.

Ainda na Costa dos Corais, na lista das 25 melhores pousadas do Brasil, ficaram a Patacho, em Porto de Pedras (3ª colocação); Casa Acayu, em São Miguel dos Milagres (5ª); Camurim Grande, em Maragogi (17ª); e Xuê, em Porto de Pedras (22ª).

O Best Western Premier, localizado na orla da praia da Pajuçara, em Maceió, ocupa a 11ª posição no ranking dos 25 melhores hotéis do país. Na avaliação do ano passado, o estabelecimento ficou em 13º neste mesmo comparativo. Na lista dos 10 com melhor custo-benefício do Brasil, o Best Western Premier também foi destaque, na 4ª colocação.

Localizado no Litoral Sul, na Barra de São Miguel, o Kenoa ficou em 22º lugar entre os 25 melhores hotéis de luxo do Brasil.

>Link  

600 mil turistas devem visitar Alagoas nesta temporada
   Severino  Carvalho  │     9 de janeiro de 2018   │     8:57  │  0

Quantitativo é 12% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando o número de turistas que visitaram Alagoas foi 530 mil (Foto: Kaio Fragoso)

Levantamento da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) aponta que, entre 01 de dezembro de 2017 e 28 de fevereiro de 2018, cerca de 600 mil turistas devem visitar as terras alagoanas. Os números desta alta temporada devem superar os da anterior.

O quantitativo é 12% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando o número de turistas que visitaram Alagoas foi 530 mil.

Levantamento do Maceió Conventions Visitours & Bureau revela que os turistas costumam permanecer em média por sete dias em terras alagoanas, gastando cerca de R$ 250 por dia. Levando isto em consideração, a expectativa é que mais de 1 bilhão de reais sejam incrementados à economia alagoana pelo turismo nesta alta temporada.

À frente da Sedetur, o secretário Rafael Brito conta que esse crescimento é resultado direto da expansão da malha aérea do Estado.

“O Governo de Alagoas vem se empenhando desde o início da gestão Renan Filho em expandir a malha aérea. Com a redução do ICMS sobre o combustível de aviação (QAV) de 17 para 12% conseguimos avançar muito nesse quesito. Somente nesta alta temporada são mais de 600 voos extras, trazendo todos esses turistas para os nossos destinos turísticos. Além disso, durante o ano realizamos uma série de ações de promoção e divulgação do destino, como participação em feiras nacionais e internacionais e capacitação de agentes de viagens brasileiros e estrangeiros”, conta o secretário Rafael Brito.

Ainda segundo o secretário, os números demonstram o quanto o turismo é uma das principais matrizes econômicas de Alagoas.

“Mais de um bilhão de reais fomentando a economia não é pouca coisa, principalmente em um cenário onde muitos Estados passam por dificuldades financeiras. O turismo já é a segunda matriz econômica de Alagoas e cresce em direção à liderança desse pódio. Somente com as festas de réveillon, por exemplo, cerca de 100 milhões de reais foram incrementados à nossa economia, gerando emprego para mais de 3.500 alagoanos”, explica.


Fonte: Sedetur

>Link