Membros do Conselho Municipal de Turismo de Maragogi tomam posse
   Severino  Carvalho  │     24 de maio de 2017   │     11:51  │  0

Conselheiros tomaram posse na Coopeagro (Foto: divulgação)

Os integrantes do Conselho Municipal de Turismo de Maragogi (Comtur) tomaram posse na terça-feira (23), durante sessão realizada no salão de reuniões da Cooperativa dos Pequenos Agricultores Organizados (Coopeagro).

A instituição do Conselho e a criação do Fundo Municipal de Turismo (Fumtur) estão previstas na Lei Municipal número 596, assinada em 20 de março deste ano pelo prefeito Fernando Sérgio Lira, que participou da solenidade de posse.

A secretária municipal de Turismo de Maragogi, Talita Pires, explicou que o Comtur funcionará como órgão deliberativo.

“O Conselho é a principal ferramenta para o desenvolvimento do turismo de Maragogi. Trata-se do ambiente ideal para os representantes do poder público e da sociedade civil discutirem as questões relacionadas à atividade no município”, detalhou a secretária.

Conforme a Lei Municipal, para atingir seus objetivos o Comtur deverá obedecer a um Plano de Desenvolvimento a ser elaborado com base nas diretrizes estabelecidas pelo Ministério do Turismo (Mtur), que determinará as ações estratégicas com objetivo de alcançar o fortalecimento das atividades turísticas e econômicas do município.

Do mesmo modo, o Plano de Desenvolvimento deve estimular o estabelecimento dos investimentos estaduais, nacionais e internacionais na região de Maragogi. O Comtur terá como principais atribuições o gerenciamento do Plano Municipal de Turismo e do Fumtur.

Entre titulares e suplentes, tomaram posse 22 conselheiros, que representam o poder público, a sociedade civil organizada e uma instituição de ensino e pesquisa: o Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

O diretor-executivo do Costa dos Corais Convention & Visitors Bureau (CCC&VB), Renato Lobo, considera que o Conselho é uma demonstração positiva de construção de um ambiente profícuo e estruturado na política de turismo municipal. Ele é um dos conselheiros que integram os representantes da sociedade civil organizada.

“O Comtur é um passo importante e se fortalecerá à medida em que a fonte de custeio se concretize, no caso, o Fundo do Turismo, sendo aplicados os seus recursos diretamente onde o Comtur direcione sua utilização. Estamos muito satisfeitos com esse avanço e esperamos fazer valer o assento que nos foi concedido”, afirmou Lobo.

O Fumtur será abastecido com recursos advindos do percentual de arrecadação do ISS (Imposto Sobre Serviços), através das empresas de turismo instaladas no município.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *