Associação Peixe-Boi completa 6 anos de fundação na Costa dos Corais
   Severino  Carvalho  │     18 de julho de 2015   │     13:23  │  0

Comunidade ribeirinha lucra com o turismo de observação do peixe-boi marinho em Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres (Fotos: Carlos Rosa)

Comunidade ribeirinha lucra com o turismo de observação do peixe-boi marinho em Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres (Fotos: Carlos Rosa)

A Associação dos Condutores do Turismo de Observação do Peixe-Boi Marinho celebra, neste sábado (18), seis anos de fundação. Associados e parceiros do projeto comemoram a data num coquetel oferecido na sede da instituição, a partir das 16 horas, no povoado de Tatuamunha, em Porto de Pedras, Litoral Norte de Alagoas.

A Associação Peixe-Boi foi criada há seis anos num esforço conjunto entre as comunidades ribeirinhas, o Ministério Público Federal (MPF) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A instituição possui 51 associados, todos moradores de Porto de Pedras e de São Miguel dos Milagres, que atuam na prática do turismo de base comunitária.

“A criação da associação nos proporcionou a melhoria da qualidade de vida das populações ribeirinhas, através da geração de renda; colaborou também com a preservação do peixe-boi marinho e, consequentemente, de todo o meio ambiente: das áreas de manguezal aos recifes de coral. Nosso trabalho conscientiza ainda quem nos visita. Os turistas saem daqui com outra visão da natureza”, declarou a presidente da Associação Peixe-Boi, Flávia Rêgo.

Sede da Associação Peixe-Boi (Foto: Divulgação)

Sede da Associação Peixe-Boi no dia da inauguração (Foto: Divulgação)

A associação foi criada por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo MPF. Antes disso, a atividade já existia, mas sem nenhum regramento. Falsos guias colocavam em risco os peixes-boi marinhos que habitam Área de Preservação Ambiental (APA) Costa dos Corais, por meio de condutas inadequadas como, por exemplo, tocar o animal.

O ICMBio, então, selecionou e capacitou os moradores locais, que se transformaram em condutores do passeio de observação do peixe-boi. No ano passado, o apresentador Luciano Huck presenteou a Associação Peixe-Boi com a construção de uma moderna sede e divulgou o projeto nacionalmente em seu programa na Rede Globo de Televisão.

Economia

Peixe-boi se aproxima de embarcação e oferece as boas-vindas

Peixe-boi se aproxima de embarcação e oferece as boas-vindas

Numa perfeita simbiose entre homem e animal, os ribeirinhos de Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres se utilizam da presença de um bicho rechonchudo e de aparência meiga para lucrar com atividades que vão do turismo de observação ao artesanato.

A atividade econômica regrada, por outro lado, favorece a preservação do mamífero aquático mais ameaçado de extinção no Brasil. Na APA Costa dos Corais, a espécie encontrou o seu refúgio.

A associação possui sede instalada no povoado de Tatuamunha, em Porto de Pedras. Ali, são oferecidos até 10 passeios diários de jangada a remo pelo Rio Tatuamunha até o recinto de reintrodução do peixe-boi. São 70 pessoas por dia que embarcam na aventura, com direito à trilha suspensa pelo vasto manguezal, ao preço de R$ 40 por ingresso.

Serviço

  • Associação Peixe-Boi

Povoado Tatuamunha, Porto de Pedras /AL

Contato: (82) 3298-6247

www.associacaopeixeboi.com.br

Tags:

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *