Consultora do Mtur visita a Trilha do Visgueiro e propõe ações
   Severino  Carvalho  │     7 de fevereiro de 2014   │     12:29  │  1

Trilha do Visgueiro é gerida pela Coopeagro (Foto: Severino Carvalho)

Trilha do Visgueiro é gerida pela Coopeagro (Foto: Severino Carvalho)

A consultora do projeto Talentos do Brasil Rural, Andreia Roque, está em Maragogi onde, desde o início da semana, faz uma inspeção técnica à Trilha do Visgueiro, roteiro turístico montado pela Cooperativa dos Pequenos Agricultores Organizados (Coopeagro) no Assentamento Água Fria. O objetivo da visita é conhecer o atrativo de perto, propor melhorias e estabelecer ações futuras voltadas a formatar o produto turístico que será oferecido aos visitantes durante a Copa do Mundo de Futebol da Fifa, em junho.

O passeio, em meio a uma reserva de mata atlântica, foi criado em 2004 pela Coopeagro e se tornou um dos 25 roteiros contemplados com investimentos do Ministério do Turismo (Mtur) e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para receber turistas durante a Copa do Mundo de Futebol em 2014, por meio do projeto Talentos do Brasil Rural. A escolha foi feita através de chamamento público lançado pelo Sebrae (RS).

“Estamos conhecendo o que foi proposto e sugerindo modificações para que o produto apresentado tenha viabilidade ao mercado turístico”, explicou Andreia, que na quinta-feira conheceu uma das três vertentes do roteiro: o turismo histórico na fazenda Lavragem e no Engenho Jenipapo, palco da Guerra dos Cabanos (1832 e 1836), movimento restaurador cujo objetivo era restituir ao trono do Brasil o imperador dom Pedro I.

Colaboradora da Coopeagro, a missionária italiana Miriam Zendron explica que o roteiro tem, ainda, outras duas vertentes: a trilha propriamente dita e o turismo rural no Assentamento Bom Jesus, onde visitantes podem conhecer de perto a produção da agricultura familiar e se banquetear com as comidas da roça.

Andreia visitou a trilha, o assentamento Bom Jesus e as fazendas Lavragem e Janipapo (Carlos Rosa)

Andreia visitou a trilha, o assentamento Bom Jesus e as fazendas Lavragem e Janipapo (Carlos Rosa)

“O turista, sobretudo o estrangeiro, quer conhecer como nasce e é cultivado o abacaxi. O Assentamento Bom Jesus é um exemplo dos resultados benéficos trazidos pela reforma agrária: é um verdadeiro jardim, com plantações por todos os lados”, afirmou Miriam Zendron. A visita técnica teve o acompanhamento da coordenadora do Programa de Arranjos Produtivos Locais (PAPL) Costa dos Corais, Larissa Borsato.

“O turismo rural traz para o destino um público diferenciado que pensa na sustentabilidade e que só tem a agregar. É, por outro lado, um nicho de mercado muito interessante para as empresas aqui estabelecidas”, observou Larissa.

Segundo a consultora do Mtur, o roteiro pode trabalhar com três tipos de turista. O primeiro deles são os internacionais que vêm assistir aos jogos e receberão material de divulgação dos 24 roteiros do Brasil Rural, distribuídos num raio de até 300 km de distância das sedes da Copa do Mundo.

Serão promovidas, também, rodadas de negócios para comercialização dos destinos com as empresas e agências de viagem. O segundo público-alvo serão os próprios brasileiros que, durante o torneio, desejem fugir da agitação das cidades-sede.

Por último, o roteiro buscará as atenções da imprensa internacional através da realização de famtours. “Os jornalistas esportivos costumam em suas reportagens mostrar também a cultura e os atrativos locais. Eles não vão passar o tempo todo falando apenas de futebol”, observou Andreia, de olho da mídia espontânea que pode ser gerada com a Copa do Mundo.

0602 - Irma Mirian Coopeagro em Maragogi (CR) 01

Missionária Miriam Zendron diz que Trilha do Visgueiro reúne três atrativos: turismo ecológico, rural e histórico (Carlos Rosa)

 

Dentre as ações futuras, foi ventilada a proposta de criação do Núcleo de Turismo Rural, um entidade representativa do setor em Maragogi, diante das suas inúmeras potencialidades existentes no município, além do turismo de sol e mar já tão bem conhecido.

 

Tags:,

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Evandro

    Não sou turista internacional mas sou daqui de Alagoas e gostaria de saber como faço pra visitar o programa e fazer a trilha completa! Obrigado!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *