Japaratinga em busca da bandeira azul
   Severino  Carvalho  │     3 de abril de 2013   │     15:38  │  0

Praia urbana de Japaratinga concorre à certificação (Foto Severino Carvalho)

Praia urbana de Japaratinga concorre à certificação (Foto Severino Carvalho)

De olho em ajudar cada vez mais as praias brasileiras a conquistarem o cobiçado certificado Blue Flag (bandeira azul), o Ministério do Turismo (MTur) tem desenvolvido uma série de ações voltadas para a educação ambiental e melhoria da infraestrutura nos destinos turísticos do litoral do país.

O selo, representado por uma bandeira, é concedido pela instituição Foundation for Environmental Education (FEE), formada por organizações não governamentais (ONGs) de 46 países. É a mais alta certificação para praias e marinas de todo o mundo. Com a Blue Flag, além de conquistar visibilidade internacional no setor ambiental, o destino agrega atributos que o diferenciam no mercado de viagens.

Segundo o site Embarque Nordeste, duas praias alagoanas se preparam para obter a certificação: Japaratinga, na Costa dos Corais, e Francês, no Litoral Sul alagoano.

Entre as ações do ministério voltadas para a requalificação das atrações litorâneas nacionais se destacam o Passaporte Verde, obras de despoluição das praias, de saneamento, acessibilidade, melhoria da infraestrutura das barracas de praia e sinalização. A pasta tem destinados R$ 187 milhões para essas obras.

PASSAPORTE VERDE

O Passaporte Verde é um programa de estímulo à adoção de práticas sustentáveis no turismo. Uma das ações é a distribuição de material informativo que estimula o turista a reconhecer seu papel como agente de contribuição para a conservação do meio ambiente.

O programa busca um relacionamento saudável com a natureza, com as comunidades e com a cultura dos destinos turísticos visitados. “Turismo, meio ambiente e sustentabilidade andam juntos. Precisamos estimular o consumo consciente de nossos visitantes, queremos aprofundar os nossos esforços para ampliar os ganhos para o Brasil e o mundo”, defende o ministro do Turismo, Gastão Vieira.

A bandeira azul é concedida às praias que atenderem cerca de 30 critérios, entre eles, programa de educação ambiental, qualidade da água, programa de coleta seletiva de lixo, disposição de salva vidas, infraestrutura de banheiros e telefones. Em 25 anos, o programa certificou quase 4 mil praias e marinas em 46 países.

CERTIFICAÇÃO

No Brasil, apenas duas praias possuem a certificação: a Praia do Tombo, no Guarujá, litoral sul de São Paulo; e a Prainha, localizada na zona oeste do Rio de Janeiro.

A Praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis, perdeu a qualificação em janeiro de 2011 por descumprir critérios ambientais. Jurerê foi a primeira praia da América do Sul a obter a aprovação da Blue Flag, em 2009. A Marina Costabella, em Angra dos Reis (RJ), é a única marina brasileira que conta com o título.

Este ano, praias de Alagoas (Francês e Japaratinga), do Pará; as praias de Itaúna, em Saquarema (RJ); Félix, em Ubatuba (SP); e a Marinas Nacionais, no Guarujá (SP), se preparam para obter a certificação. O resultado das avaliações deste ano será divulgado em outubro.

O júri do programa é formado por instituições brasileiras e internacionais. No Brasil, o MTur é um dos principais integrantes, que reúnem ainda Ministério do Meio Ambiente (MMA), Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (SBA).

Com informações da Ascom/MTur e Embarque Nordeste (www.embarquenordeste.com.br)

Tags:, ,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *