Estabelecimentos com nomes pitorescos chamam a atenção
   Severino  Carvalho  │     18 de março de 2013   │     16:09  │  0

Mine Carrefour

Beto e o seu Mini Carrefour fazem sucesso em São Bento (Fotos: Severino Carvalho)

Piscinas naturais, praias fantásticas, recifes de coral, manguezais. As belezas naturais de Maragogi são muitas e cheias de nuances, assim como o mar que banha a Costa dos Corais. No entanto, outros “atrativos” não passam despercebidos ao olhar atento dos turistas: placas de publicidade de alguns estabelecimentos comerciais.

Criatividade, “sacada” de marketing, irreverência, não importa; o fato é que as denominações pitorescas e bem humoradas chamam mesmo a atenção. Os visitantes param, apontam suas máquinas fotográficas e registram o inusitado. Muitos ainda aproveitam para comprar algo. O leitor já ouviu falar no “Mini Carrefour”? E na “Mercearia do Zé Peidão”? Arriscaria-se em pedir um petisco no “Bar do Cagão”?

Há 17 anos, o comerciante Humberto Miguel de Araújo resolveu investir suas economias e abriu um mini-mercado no distrito de São Bento. O irmão dele, que mora em São Paulo, logo sugeriu o nome para o estabelecimento: Carrefour, em alusão à rede internacional de hipermercados fundada em 1960 na França.

Como o acanhado mercadinho não tinha a grandiosidade das instalações de uma empresa multinacional, “Beto”, como é conhecido o comerciante, cravou o prefixo. Pronto, foi o suficiente para o mercadinho se tornar um dos pontos mais visitados e fotografados da praia de São Bento.

“Não passa um carro com placa de fora que não pare aqui. As pessoas tiram foto, me chamam para sair junto na fotografia, mandam eu ficar na frente da placa. Teve um turista do Paraná que até botou na internet”, comenta o bem-humorado comerciante de 36 anos de idade.

O sucesso do Mini Carrefour foi tão grande, que Beto incorporou o nome da empresa; passou a ser chamado de Carrefour. E ele não teve dúvidas, estendeu a denominação aos outros empreendimentos abertos em seguida: uma padaria e uma depósito de gás de cozinha. “As pessoas me chamam de Beto Carrefour, ou somente de Carrefour. Dizem: ‘vai lá no Carrefour e compra isso, compra aquilo'”, comenta, sorrindo.

xxxxxxxxxx

Placa da Mercearia do Zé Peidão será relocada

José Marques da Silva talvez seja o pioneiro nessa tendência de tachar nomes excêntricos aos estabelecimentos comerciais em Maragogi. Ele pôs na mercearia dele o apelido que recebeu durante a adolescência e carregou por toda a vida até falecer em outubro do ano passado, vítima de ataque cardíaco, com 59 anos de idade.

José  Marques era conhecido como “Zé Peidão”. O apelido não só batizou a mercearia, como também deu nome a uma das ruas do Loteamento Praia de Maragogi, onde está situado o estabelecimento, administrado pela viúva, Maria José da Silva, e pela filha, homônima.

Elas contam que a placa teve de ser removida, na semana passada, por ordem do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Estava muito próximo da margem da rodovia AL-101 Norte, em local inadequado, mas será relocada em breve.

“Mesmo depois da morte dele, as pessoas continuaram a parar aqui em frente pra tirar foto. Semana passada mesmo, veio uma equipe de televisão fazer uma reportagem com ele, mas infelizmente o Zé já não está mais aqui, mas ficou a história, a lembrança dele”, disse dona Maria José, olhos embotados.

xxxxxxxxxxxx

Boas gargalhadas e flashes 

Basta uma pesquisa no google para ter ideia do quão é famosa a placa do Zé Peidão, que já desfilou por blogs, redes sociais e estampou notas e matérias em O Globo e Playboy.

Do outro lado da pista, um outro comerciante seguiu a tendência e foi além das flatulências. Estampou em letras graúdas: “Bar do Cagão”, sem nenhuma parcimônia. O bar funciona desde 2005 e a denominação é motivo de boas gargalhadas e de flashes.

Tags:,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *