Monthly Archives: outubro 2012

Ocupação durante o feriadão deve ficar perto de 100% em Alagoas
   Severino  Carvalho  │     31 de outubro de 2012   │     15:33  │  0

A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) prevê mais um feriadão com boa ocupação dos leitos nos principais destinos de Alagoas.  Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-AL), apresentados pela Setur, a ocupação hoteleira deve girar em torno de 92% nos hotéis associados. Muitos empreendimentos estão com 100%.

Com praias encantadoras, Litoral Norte será um dos destinos mais procurados neste feriadão (Foto: Severino Carvalho)

Na Costa dos Corais, Litoral Norte de Alagoas, a presidente da Associação do Trade Turístico de Maragogi e Japaratinga (Ahmaja), Vergínia Stoldoni, informou que a ocupação nos empreendimentos associados, que contabilizam cerca de 3 mil leitos,  chegará a 80% neste feriadão.

Segundo a secretária de Estado do Turismo, Danielle Novis, a boa ocupação é resultado do trabalho de divulgação e promoção do destino Alagoas, além da captação dos novos voos regulares diários, como os da Avianca, que atuam em Maceió com os mercados emissores de turistas, como Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

A maioria dos hotéis passará o período de 02 a 04 de novembro com 100% de ocupação, um reflexo do fortalecimento do destino perante o mercado regional e nacional, considera a secretária. “Estamos trabalhando para que cada vez mais turistas venham passar os feriados e férias em Alagoas. Os números mostram que o trabalho em conjunto com os empresários e prefeituras vem rendendo excelentes resultados para o turismo alagoano”, destacou.

Já o presidente da Associação dos Empreendedores do Litoral Sul (Assert Sul), Bepe Guedes, revela que a média de ocupação na região das Lagoas e Mares do Sul será de 70%, entretanto garantiu que a procura está grande e a expectativa é que aumente.

Fonte: Setur

Tags:

>Link  

Antunes, a mais bela praia de Maragogi
   Severino  Carvalho  │     29 de outubro de 2012   │     12:33  │  8

Praia de Antunes, a mais bela de Maragogi (Fotos Severino Carvalho)

As mais belas praias de Maragogi estão ao Norte. Repito isso como um mantra aos que me perguntam acerca dos atrativos naturais do lugar. Não que as praias ao sul não sejam atrativas, longe disso, mas ao Norte está o caribe alagoano.

Longe de afluentes, o mar da praia de Antunes se confunde com o céu

Há, porém, um trecho de praia ao Norte que reúne, em essência, o que existe de mais encantador. Refiro-me à praia de Antunes. Livre de afluentes, o mar de Antunes se confunde com o céu. A barreira de coral ao fundo transformou o lugar numa imensa piscina natural de águas mornas durante a maior parte do ano.

Vegetação rasteira é mantida: preserva a costa e embeleza o lugar

Depois de apresentar todos os atrativos de Maragogi, é para lá que levo os meus mais chegados. Aí, percebem que ainda não viram nada igual em se tratando de praia. Domingo passado, voltei a Antunes e novamente a encontrei encantadora, em plena a primavera.

O lugar está livre de bares, restaurantes, de hotéis e pousadas. Existem apenas algumas construções bem recuadas da costa, uma casa e um condomínio. Felizmente, o acesso ao litoral, previsto em lei, foi preservado. Para chegar até o paraíso é necessário passar por uma propriedade privada, contudo, sem cercas e portões.

O acesso à praia de Antunes se faz pela AL-101 Norte. Depois do distrito de Barra Grande, sempre em direção ao Norte, observar-se, à esquerda, um posto de combustível (Master Gás). Siga em frente e após a primeira curva, à direita, pegue uma estrada de barro que o conduzirá a Antunes.

O entardecer em Antunes: magnífico

Eu costumo levar a Antunes: um guarda-sol, cadeiras de praia, caixa térmica com algumas bebidas (vinho de preferência), algo para petiscar e um livro. Com isso, consigo passar o dia inteiro, sem me preocupar. Costumo ficar até o pôr do sol. O entardecer é magnífico ali. A água fica ainda mais termal. Se for noite de lua cheia, então, dá vontade de não mais sair. Um espetáculo da natureza e da (e) Graça de Deus.

Jangada deixada por pescador

Tags:

>Link  

Voos semanais da Argentina chegam a Alagoas a partir de janeiro
   Severino  Carvalho  │     25 de outubro de 2012   │     17:33  │  1

A Argentina sempre foi um importante polo emissor de turistas a Alagoas e a Costa dos Corais, um dos destinos mais procurados. Crises financeiras sucessivas, porém, afastaram esses clientes dos hotéis e pousadas por algum tempo. Agora, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) dá a boa nova.

A partir de 4 janeiro, dois voos charter semanais da Argentina pousarão em Maceió, durante dois meses, graças a um poll de operadoras daquele País (All Seasons, Euro Vip’s, Top Dest, Interlands e a Thesys) que continua apostando no destino Alagoas.

O mercado argentino trará para o Estado, de acordo com a Setur, mais de 200 turistas semanais. A notícia foi divulgada durante a maior Feira das Américas, a ABAV, que ocorre no Rio de Janeiro.

E tem mais

Depois do voo inaugural proveniente de São Paulo – que opera regularmente desde o último dia 15 – chegou a vez de Rio de Janeiro e Brasília entrarem na rota de Alagoas, através da empresa Avianca. Os voos serão diários e estréiam a partir deste domingo (28).

Os três estados são mercados emissores de turistas para Alagoas. De acordo com a secretária de Estado do Turismo, Danielle Novis, Maceió foi para Brasília, por três anos consecutivos, o destino de praia mais vendido. Já o Rio de Janeiro e São Paulo são os que mais enviam turistas para a região Nordeste.

“Com o aumento do parque hoteleiro no Estado, um dos nossos desafios, esse ano, foi aumentar a oferta de assentos. Uma melhor ligação aérea diária com os principais mercados emissores de turistas para Alagoas, servirá para incrementar o fluxo de passageiros refletindo na taxa de ocupação nos hotéis”, afirma a secretária.

O trade alagoano foi parceiro da Secretaria de Estado do Turismo (Setur) na ação, como Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-AL), Maceió Convention e Visitors Bureau e Associação Brasileira das Agências (Abav-AL).

Confira a frequência e horários dos novos vôos em operação desde o dia 15 de outubro:

  • Maceió – Salvador – São Paulo (Guarulhos) – Diário, com partida às 12h40, escala em Salvador às 14h25 e chegada em São Paulo às 17h05m.

 

  • São Paulo – Salvador – Maceió – Diário, com partida às 7h50, escala em Salvador às 10h05 e chegada em Maceió às 10h44m.

 

A partir do dia 28 de outubro

  • Maceió – Galeão – Diário, com partida às 5h20m.
  • Galeão – Maceió – Diário, com partida às 22h06 e chegada às 00h45m.
  • Maceió – Brasília – Diário, com partida às 15h25 e chegada às 17h50m.
  • Brasília – Maceió – Diário, com partida às 12h28 e chegada às 14h53m.

Tags:

>Link  

Maragogi participa da ABAV
   Severino  Carvalho  │     24 de outubro de 2012   │     15:45  │  0

Mariana diz que objetivo da campanha é atrair a atenção à diversidade de atrativos que possui Maragogi (Foto Carlos Rosa)

A Secretaria Municipal de Turismo de Maragogi, em parceria com a Secretaria de Estado do Turismo (Setur), lançou, nesta quarta-feira, durante a abertura da Feira de Turismo das Américas (Abav), no Rio de Janeiro, nova folheteria de divulgação do destino.

Segundo a secretária municipal de Turismo, Mariana Gorensthein, o público-alvo do material gráfico são os turistas de day-use, terminologia inglesa usada para denominar pessoas que pagam para desfrutar, durante um único dia, de um determinado atrativo turístico ou serviço. Em Maragogi, este atrativo responde por piscinas naturais.

As Galés, como também são conhecidas essas formações recifais, atraem um grande número de banhistas à costa do município para um aprazível banho de mar. Com o slogan “Maragogi, conheça e apaixone-se”, a campanha publicitária enfoca os diversos atrativos, além das Galés.

“Queremos mostrar que Maragogi não se resume às piscinas naturais, apenas. Temos um riquíssimo artesanato, uma gastronomia fantástica e outros passeios e atrações, a exemplo do mergulho. Queremos que o turista venha, se apaixone e permaneça na cidade conhecendo os demais atrativos”, explicou Mariana.

Segundo ela, Maragogi participa da maior feira de turismo das Américas no estande montado pela Setur. A diretora municipal de Turismo, Raquel Novolísio, está participando do evento, que começou nesta quarta-feira e segue até sexta (26). Camisas com o slogan da campanha também estão sendo distribuídas no estande.

Dois empreendimentos de Maragogi: a pousada Tartaruga e a agência de viagens Costazul participam da rodada de negócios que será realizada durante a Abav, sob a coordenação do APL Costa dos Corais, programa de fomento ao turismo desenvolvido pelo Sebrae e o governo do Estado.

Setur

Maragogi participa da Abav no estande da Setur (Ascom)

A Secretária de Estado do Turismo de Alagoas, Danielle Novis, participou da abertura oficial da maior feira das América, junto às autoridades do turismo nacional e internacional. A solenidade aconteceu na Sala do Saber, no Riocentro, nesta manhã.

Já no primeiro dia de evento, o movimento aqueceu os estandes. Diversas agências de viagens visitaram e conheceram o destino Alagoas. Para a secretária, a ABAV é uma oportunidade para promover o destino, produtos e serviços.

“Alagoas trouxe nesta 40ª edição as mais novas campanhas do Estado: ‘Maceió: Capital do Réveillon e ‘Alagoas: As praias da Copa’. A nossa expectativa é aproximar o operador e o agente do destino Alagoas”, garantiu Novis.

Tags:

>Link  

Turismo de observação do peixe-boi é atração em Porto de Pedras
   Severino  Carvalho  │     23 de outubro de 2012   │     0:32  │  0

O passeio começa com uma caminhada por entre o manguezal numa trilha suspensa (Fotos: Carlos Rosa)

O mamífero aquático  mais ameaçado de extinção no Brasil encontrou na Costa dos Corais alagoana o seu refúgio. Foi no estuário do Rio Tatuamunha, em Porto de Pedras, que o Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos (CMA), vinculado ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), instalou o cativeiro de readaptação do Projeto Peixe-Boi Marinho.

Animais debilitados, resgatados depois de encalhes ao longo do litoral nordestino, são levados à sede do projeto, na Ilha de Itamaracá, em Pernambuco. Depois de reabilitados, os bichos são levados ao Rio Tatuamunha onde passam por um processo de readaptação até serem devolvidos à natureza.O projeto Peixe-Boi Marinho tem 30 anos de atuação nas áreas de resgate e reabilitação de filhotes órfãos e, desde 1994, tem realizado a reintrodução e o monitoramento desses animais. A instalação do cativeiro nas águas do Tatuamunha, porém, gerou, inicialmente, um grave problema socioeconômico aos ribeirinhos que se viram impedidos de realizar a pesca de subsistência.

“Os pescadores estendiam as redes de uma margem à outra e iam fazendo o cerco. Quando se davam conta, lá estava o peixe-boi no meio. Ao tentar tirar o bicho de dentro das redes, os demais peixes escapavam. Os pescadores ficavam revoltados com a situação e até agrediam o animal”, recorda a condutora de passeio turístico Carla Vergínia.

O bicho que veio para “atrapalhar” a vida dos pescadores, hoje é um aliado dos ribeirinhos. Capacitados e credenciados pelo CMA /ICMBio, 20 condutores e outros 22 remadores sobrevivem realizando, diariamente, o turismo de observação do peixe-boi. O blog embarcou numa jangada a remo e seguiu viagem pelas águas mansas do Rio Tatuamunha, adornada por bastos manguezais.

Peixe-boi se aproxima de embarcação e oferece as boas-vindas

Os condutores / remadores estão organizados em associação. A sede fica no povoado de Tatuamunha, à rua José de Moraes Mendonça. Ali, o turista adquire, por R$ 35, o bilhete numerado para o passeio. São apenas dez viagens por dia e 70 visitantes, no máximo. As regras do turismo de observação estão fixadas por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual, firmado em 2010.

O objetivo foi preservar o animal, livrando-o do assédio do público, que antes tocava-o e alimentava-o. Este processo de domesticação pode gerar sérias consequências ao peixe-boi, tornando ainda mais difícil sua adaptação ao meio natural.

“Usamos barcos a remo para não fazer barulho e incomodar o bicho. Daqui só podemos levar lembranças e fotografias”, alerta a condutora. Para chegar até o embarque, o visitante tem de percorrer cerca de 500 metros sobre uma passarela de madeira suspensa, bem no meio do manguezal. A natureza, ao redor, faz a caminhada ainda mais prazerosa.

A jangada é conduzida por dois remadores, enquanto a condutora, que atua como guia, vai dando as instruções e informações. O passeio dura cerca de 1h20. Carla conta que no Litoral Norte de Alagoas, entre Maragogi e São Miguel dos Milagres, existem 14 animais, quatro deles encontram-se ainda dentro do cativeiro de adaptação, onde recebem uma alimentação balanceada, à base de capim-agulha, cenouras e beterraba. Há ainda um número não conhecido de peixes-bois selvagens. Tanto estes como os reintroduzidos são extremamente doceis.

Peixe-boi Aldo repousa submerso à margem do Rio Tatuamunha, em Porto de Pedras

O peixe-boi adulto pode atingir 4 metros de comprimento e pesar de 400 kg a 600 kg. Vive em média de 50 anos. A gestação, de apenas um filhote, ocorre de 13 a 14 meses. Quando a embarcação chega ao cativeiro de readaptação, logo um dos animais se aproxima. Ele põe uma das nadadeiras sobre a jangada, como que dando as boas-vindas. Os turistas preparam as máquinas e começar a fotografar. É proibido usar flash. No remanso, próximo de uma das margens, Aldo,  um peixe-boi de aproximadamente dois metros, só quer saber de sombra e água fresca: permanece imóvel o tempo todo, como se hibernasse.O condutor Platini Fortunato revela que as chances de se fazer o passeio e encontrar ao menos um dos animais no estuário do Tatuamunha é de 50%. Por isso, alguns turistas saem frustrado por não ter avistado o peixe-boi, mas, confesso que só o passeio de jangada, singrando o Tatuamunha, por entre os viçosos manguezais, já vale o ingresso.

Serviço:

Associação Peixe-Boi, Turismo de Observação

Rua José de Moraes Mendonça, s/n, Tatuamunha, Porto de Pedras

Telefone: (82) 3298-6247

 

Tags:

>Link